Mais que uma Amante -Mary Balogh

ol2-big-120508223707285

por Mariana Guarilha

Jocelyn Dudley, o Duque de Tresham é um homem um tanto difícil de se amar, apesar de sua posição na sociedade, Tresham faz questão de ter um comportamento rude e muitas vezes violento. Seu comportamento intempestivo é observado pela sociedade com doses iguais de horror e fascínio. E é em um desses momentos memoráveis em que escandaliza toda a sociedade educada que Jane Ingleby encontra o Duque pela primeira vez: Travando um Duelo em pelo High Park com um marido traído. A intervenção de Jane dará um desfecho inusitado aquela aventura e ela ficará presa a um homem irascível, porém as circunstâncias  não poderiam ser melhores a uma dama que precisa se esconder.

Jane Ingleby é uma dama inglesa obrigada a se esconder entre os criados por causa de uma infeliz circunstância; mas ela não é uma dama inglesa comum, ou não teria conseguido sobreviver as ultimas privações. Esteve trabalhando como costureira e morando em uma perigosa vizinhança de Londres quando é convidada a atuar como enfermeira do duque. Seus modos austeros escondem uma inteligência ímpar e uma sensibilidade que a fará capaz de passar pelas máscaras do duque e enxergar o que ele tenta esconder de toda a sociedade.

Como é comum nos livros da Mary Balogh, a autora nos convida a desconstruir as primeiras impressões que temos a respeito dos protagonistas, mas sem eximi-los de suas falhas e de seus defeitos, o que faz deles perfeitamente críveis. Os embates entre os protagonistas são deliciosos, e a forma cínica e debochada com que Tresham enxerga o amor e a própria vida se mostra tão atrativa quantos as juras de amor que é obrigado a render. A autora permanece imbatível, mesmo quando seus personagens não parecem pessoas que eu gostaria de ter ao meu lado na mesa do jantar. Outro ponto delicioso do livro é que Jane, mesmo em desvantagem perante o poderio do Duque e sua necessidade de proteção, não se rebaixa a ele em nenhum momento. Uma lição que outras autoras deveriam aprender: mesmo quando querem mostrar que o seu herói é um tanto bruto, não é preciso que suas heroínas se rebaixem diante dele.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s