Slightly Dangerous – Mary Balogh (Ligeiramente Perigoso)

9780749937720por Mariana Guarilha 

No primeiro livro da série Bedwyns, o primogênito da família já era o personagem que mais me chamava a atenção. Apesar de em todo momento ser pontuado que ele era um homem extremamente frio e orgulhoso , algumas de suas ações pareciam não corresponder com a imagem de nobre empoado que ele cultivava. De forma magistral, Mary Balogh foi humanizando Wulfric pouco a pouco em cada aparição sua nas histórias de seus irmãos, e já no primeiro capítulo em que ele tem voz em Slightly Dangerous nos encontramos completamente apaixonadas.

Wulfric Bedwyn, o Duque de Bewcastle foi separado de seus irmãos aos 12 anos quando seu pai soube que era preciso apressar os preparativos para que ele pudesse assumir seu lugar.Ele foi ensinado a manter uma postura fria e distante, e por mais que tenha resistido a educação proporcionada por seu pai até seu leito de morte , assumiu todas as responsabilidades que pesavam sobre ele colocando em segundo plano sua vida pessoal

Enfrentando uma leve depressão após todos os irmãos saírem de casa para se casar e com a recente morte de sua amante que lhe fez companhia por dez anos, contra todos os seus hábitos, ele aceita ir a uma festa campestre na casa de pessoas que lhe são praticamente desconhecidas.

Wulfric, acostumado a intimidar as pessoas com seu olhar ducal e sua figura que resplandece autoridade fica incomodado quando percebe que uma mulher está disposto a enfrentá-lo e até mesmo a fazer piada com sua aura de orgulho.

Christine Derrick já pertenceu uma vez a alta sociedade quando casou com o filho mais novo de um conde.Ao ficar viúva escolheu voltar para a casa de seus pais e cortar relações com a família do marido que a culpa por sua morte. Filha de um cavalheiro empobrecido que também trabalhava como professor em um pequeno vilarejo, Christine não teve acesso a educação da alta sociedade, porém mesmo com suas gafes ela conseguia encantar as pessoas onde quer que fosse.

O romance funciona por quebrar nossas expectativas a respeito de quem seria o par ideal de Wulfric. Um dos maiores acertos de Mary Balogh é não negar os defeitos de seu protagonista: ele ainda é orgulhoso, irascível , porém conseguimos torcer por sua felicidade ao vê-lo dobrando-se pela paixão a uma mulher que está longe de ser sua escolha ideal. Christine  é apaixonante , e como sempre a interação com o restante da família Bedwyn é um dos pontos altos do livro. Mary Balogh termina a série com um de seus melhores livros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s