Um Coração para Milton -Trudy Brasure

por Ethel Duveen

14233622_1012110382239133_1307836421_oLeitura obrigatória para os amantes de romances vitorianos, o clássico “Norte e Sul”, da escritora britânica Elisabeth Gaskell, ganhou uma sequência mega romântica escrita pela americana Trudy Brasure.
Narrado segundo os parâmetros da época, o maravilhoso original de Gaskell, lançado em 1854, deixa em nós, leitoras do século 21, o desejo de presenciar um pouco mais da vida compartilhada, da intimidade e da consumação do relacionamento entre Margaret Hale e John Thornton. É justamente esse o ponto de partida de “Um coração para Milton”.
“- Bem, minha querida, deixe-me contar a você uma história de amor eterno…”
Palavras de Sophie Langford, filha mais velha de Margaret e John Thornton, para sua neta Arabella Sheppard, que fica encantada com as cartas de amor trocadas entre seus bisavôs. Sophie decide contar toda a história para a neta e assim o livro começa, mais ou menos onde o primeiro terminou.

um-coracao-para-milton-g1
Antes de mudar-se para Londres com sua tia Shaw, Margaret despede-se de Mr. Thornton com palavras enigmáticas, acendendo a esperança que já estava extinta em seu apaixonado coração:
“- Eu… eu descobri… eu aprendi a amar… a gostar de Milton”.
Ao ouvir essas palavras, ainda incrédulo e temendo ser novamente rejeitado, Thornton escreve um bilhete para Margaret pedindo que ela confirme seus sentimentos.
“Se houve alguma mudança nos seus sentimentos, me dê apenas um sinal.
Meu coração permanece eternamente seu,
John Thornton”
A partir desse momento segue-se um banquete de romantismo, quando ambos confessam seu amor e decidem se casar o mais rápido possível. As semanas de separação que antecedem o casamento são uma doce tortura para o casal, a distância entre Londres e Milton tornando-se insuportável para eles uma vez que tem a certeza de serem correspondidos em suas afeições.
Os encontros furtivos antes do casamento, a lua de mel, o início da vida de casados em Milton, o nascimento dos filhos, tudo é narrado de forma lírica e apaixonada, um presente para os fãs desses carismáticos personagens.
Apesar de pequenas mudanças nos rumos da história original, a visão de Trudy do futuro de Margaret e John Thornton se mantém bastante fiel às características dos personagens de Gaskell e tem participações deliciosas de Mr. Higgins, Hanna Thornton e Mr. Bell. O ponto alto do livro são os primeiros e os últimos capítulos, falta um pouco de agilidade no decorrer da história, mas ainda assim é uma leitura encantadora e indispensável para os fãs de “Norte e Sul”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s