(Review) Outlander 2:13 – Dragonfly in Amber

por Ethel Duveen

Caitriona-Blafe-as-Claire-Randall-Fraser-Sam-Heughan-as-Jamie-Fraser-Episode-213-3.jpgEscócia 1968 – Roger está na biblioteca do Reverendo Wakefield onde várias crianças assistem a um famoso programa de televisão da década de 60. Fiona, a neta da Sra Graham, o chama para dar atenção aos convidados e ele vai até a sala fazer um brinde à memória de seu falecido pai. (Rik Rankin tem um delicioso sotaque escocês,confesso que gosto dele mais ainda por causa disso). Claire está entre os convidados e na parede atrás dela há um quadro com a imagem de um Casaca Vermelha. (Eu estou apaixonada por essa Claire dos anos 60. Foi inspirada na famosa atriz Anne Bancroft e Cait ficou absolutamente deslumbrante!) Brianna e Claire se aproximam de Roger, à princípio Roger não se lembra de Claire, mas quando ela fala o nome de seu falecido marido, Frank Randall, o filho do Outlander-2x13-830x548Reverendo se lembra do historiador inglês que era amigo de seu pai adotivo. Claire pergunta pela Sra. Graham e Roger informa que ela faleceu. Claire passeia pela casa olhando os objetos do Reverendo no console da lareira e o passado volta com toda força à sua memória. Claire e Brianna vão se despedir de Roger e ele sugere que elas fiquem e durmam no quarto de hóspedes. Claire pergunta se não será incômodo e Brianna se mostra muito empolgada para ficar e conhecer um pouco mais da Escócia (E de Roger Wakefield.)
Mais tarde Claire está sozinha na biblioteca, Roger se junta a ela e diz que vai doar os livros de seu pai, com exceção de alguns que falam sobre Charles Stuart e a Batalha de Culloden. Roger diz para Claire que seus antepassados morreram em Culloden e que ele é filho de Jerry e Marjorie Mackenzie. Roger prossegue falando que foi adotado pelo Reverendo quando seus pais morreram durante a Segunda Guerra Mundial.

6
16 de abril de 1746, 7:23 A.M. – Jamie caminha atrás de Charles Stuart tentando mais uma vez dissuadi-lo da travar a batalha que está prestes a acontecer. O Princípe está determinado e diz que Jamie é como o apóstolo Tomé, aquele que não acreditou na ressurreição de Jesus, antes que se sentisse as feridas em suas mãos. Ele diz que ainda hoje fará Jamie acreditar nele. Jamie vai até Claire e diz que é uma benção Colum não ter sobrevivido para ver o dia de hoje, nosso herói sabe muito bem qual será o desfecho dessa batalha. Claire diz que há uma última chance de impedir a batalha e chama Jamie para conversar em particular.
00011968 – Roger leva Bree até Fort William, eles conversam sobre a história da Escócia e da América e ele ri quando Bree tenta imitar o sotaque escocês. Bree pergunta sobre as lembranças que Roger tem de Frank e diz que seu pai era o homem mais gentil do mundo, enquanto sua mãe vivia em outro mundo. ( Sim Bree, ela vivia na Escócia do Século VXIII com seu verdadeiro pai, Jamie Fraser. E quem pode culpá-la por isso?) Quando Bree se vê diante do poste onde Jamie foi duramente açoitado por Black Jack Randall ela fica arrepiada e Roger explica que muitos escoceses foram açoitados ali.
Enquanto isso Claire vai até Lallybroch. A casa está abandonada e nós partilhamos suas lembranças ao ouvir as vozes de todas as pessoas tão queridas que Claire foi obrigada a deixar para trás. (Ponto para os roteiristas que não precisaram apelar para flash backs visuais e souberam nos emocionar apenas com palavras. Menos quase sempre é mais!) Como se isso não bastasse ouvimos Claire e Jamie declamando o lindo poema de Catullo. Para completar o quadro surge a imagem de Jamie parado na entrada da propriedade. Claire fecha os olhos e toca os próprios lábios, com certeza lembrando dos beijos de Jamie, e quando ela os abre novamente Jamie não está mais lá. ( E agora eu começo a chorar, sinto a dor e saudade de Claire como se fossem minhas.)

0000
Colluden House, 7:36 A.M. Claire e Jamie estão sozinhos em uma sala e Claire sugere que eles deem um veneno mortal para matar Charles Stuart e assim impedir que a fatídica batalha ocorra. Ela diz que deu essa mesma poção para ajudar Colum a morrer, a pedido do próprio Colum. Jamie fica chocado ao saber que o tio se suicidou e Claire diz que foi uma morte tranquila e sem dor e que ninguém jamais saberá o que eles fizeram. O mesmo vale para Charles Stuart.
outlander-season-1-both-sides-now-dragonfly-in-amber-starzEscócia, 1968. Bree e Roger estão conversando e ela faz perguntas sobre seu falecido pai. Roger diz se lembrar de um incidente no qual Frank perdeu a calma e quebrou vários objetos em um depósito do Reverendo Wakefield. Roger era muito jovem e não se lembra de muitos detalhes, então ele sugere que eles procurem mais informações nos diários do Reverendo.
Claire vai até o arquivo da prefeitura de Inverness e encontra a escritura de Lallybroch, na qual Jamie transfere a propriedade das terras para seu sobrinho, James Jacob Fraser Murray. As testemunhas que assinaram a escritura são Murtagh Fitzgibons Fraser e a própria Claire. O sobrenome de Claire está manchado no documento, mas ela sabe o que estava escrito ali: Fraser. Claire pergunta se é possível pesquisar a genealogia de Roger MacKenzie e a atendente diz que sim. (Por mais funcionários públicos tão simpáticos e atenciosos como essa moça escocesa, eu voto sim!) Mais tarde Claire pergunta para Bree como foi seu encontro. Bree diz que não foi um encontro e pergunta se a mãe sente falta do pai, ou se algum dia ela o amou. Meio desconcertada, Claire responde que sim.

Richard-Rankin-as-Roger-Wakefield-Caitriona-Balfe-as-Claire-Randall-Fraser-Sophie-Skelton-as-Brianna-Randall-Episode-213-1
1746, 8:17 A.M. Ross entra na sala onde Claire e Jamie conversam e diz que Lord George o chama pois o exército já está se preparando para atacar. Jamie e Claire planejam o assassinato de Charles Stuart e Dougal ouve tudo atrás da porta.
Escócia, 1968. Roger leva Bree até a faculdade e ela assiste um inflamado discurso nacionalsta de Geillis Duncan, que agora de chama Gillian Edgars. No final do discurso Bree vai até Geillis e se apresenta. Roger se aproxima das duas e Geillis os convida para assistir outro discurso mais tarde. Enquanto isso Claire vai até um Museu em Culloden Moor e lá ela encontra exposta a libélula no âmbar, que um dia já lhe pertenceu.
11746. Jamie tenta explicar a situação para Dougal mas o Mackenzie está transtornado com as palavras que ouviu. Ele ofende Claire a acaba atacando-a com sua espada. Para defender sua amada, Jamie parte para cima de Dougal. Os dois homens lutam por suas vidas e quando Jamie hesita em dar o derradeiro golpe, Claire força sua mão para baixo ajudando-o a esfaquear o próprio tio. Jamie fica chocado com o que acaba de fazer e por duas vezes pede perdão, primeiro em gaélico e depois em inglês.
1968. Roger e Bree encontram os diários do Reverendo. Roger também encontra um pequeno avião de brinquedo que nos leva de volta ao primeiro episódio da temporada, onde vimos esse mesmo avião nas mãos do pequeno Roger. Bree encontra uma caixa com o nome Randall. A caixa contém, entre outras coisas, uma carta de Frank pedindo ao Reverendo que esqueça as pesquisas sobre Jonathan Randall pois ele não é o homem que Frank pensou que ele fosse.
080fe955ecbc87650eb1bf4f71de47d51746. Ruppert se depara com Jamie debruçado sobre o cadáver de Dougal, segurando o punhal que o matou. Jamie pede que Ruppert lhe dê apenas duas horas para resolver algumas coisas e depois disso ele irá se entregar e pagar pelo crime que cometeu. Ruppert diz que dará esse tempo à Jamie em memória da amizade que um dia eles tiveram.
1968. Claire visita o Campo de Culloden e ouvimos a voz de Frank dizendo que aquela batalha marcou o fim da cultura Highlander na Escócia. Claire se ajoelha diante da lápide do clã Fraser e conversa com Jamie sobre Brianna. Ela confessa que durante muito tempo odiou Jamie por tê-la obrigado a voltar, mas que depois percebeu que ele tinha razão. Claire diz que não teve coragem de dizer adeus quando eles de separarm em Craig na Dun e que agora chegou o momento de fazer isso. “Goodbye Jamie Fraser, my love. Rest easy soldier”. (Que bom que a Claire conseguiu não chorar nesse momento, porque eu choro feito um bebê cada vez que ouço ela falar o nome de Jamie com tanto amor e tanta tristeza na voz. Alguém me abraça, por favor!) Enquanto isso Bree encontra uma notícia de jornal sobre o desaparecimento de Claire. Ela descobre que Claire ficou ausente durante 3 anos, e fazendo as contas conclui que quando sua mãe voltou para Frank ela já estava grávida de Bree. A jovem confronta Claire e Claire admite que houve outro homem, que ela o amou demais e que ele é o verdadeiro pai de Bree. Brianna fica revoltada com a mãe e Claire diz que Jamie teria feito tudo para criar a filha, mas que não pode fazer isso por causa da Batalha de Culloden.

16
1746. Jamie conta para Murtagh e Fergus que matou Dougal Mackenzie. A única coisa que surpreende Murtagh é que Jamie tenha demorado tanto para fazê-lo. (Adoro a praticidade de Murtagh <3) Jamie pega a escritura de Lallybroch, a mesma que Claire encontrou 200 anos depois, e pede para Murtagh e Claire assinarem como suas testemunhas. Jamie entrega a escritura para Fergus e manda que ele à leve até Lallybroch.
1968. Bree não acredita na história de Claire e Claire diz para a filha que Frank foi seu pai de todas as maneiras que ele poderia ser, apenas não foi ele que a concebeu. Claire comenta o quanto Bree se parece com Jamie, seu cabelo, seus maneirismos. Tentando provar que está falando a verdade, Claire mostra a escritura que contém sua assinatura, datada de 200 anos atrás. Bree diz que Claire não consegue admitir que teve um caso com outro homem enquanto ainda era casada com seu pai. Claire perde a calma e diz que o que ela e Jamie tiveram foi muito mais do que um caso e que Jamie foi o amor de sua vida. “He was the love of my life.” <3<3<3

2.jpg
1746, 8:37 A.M. Claire está chorando ao assinar a escritura de Lallybroch e agora sabemos porque seu nome estava manchado na cópia que ela encontrou nos arquivos da biblioteca de Inverness em 1968. Jamie e Claire se despendem de Fergus dizendo que o amam como seu próprio filho e o pequeno e valente Fergus parte em direção a Lallybroch.
1968. Claire encontra os panfletos com a foto de Geillis e vai até a casa da amiga procurar por ela. O marido de Geillis, Greg, recebe Claire e diz que a esposa vivia fazendo anotações em seus cadernos e que saiu de casa há semanas. Greg está embriagado e acaba dormindo na cadeira, Claire se aproveita disso e, antes de ir embora, rouba os cadernos de Geillis. Geillis encontra Bree e Roger no Pub e diz que vai sair da cidade para “se aprofudar na causa”. Lendo os cadernos de Geillis, Claire descobre que ela acreditava que seria preciso um sacrífico humano e pedras preciosas para lhe guiar e proteger quando fosse atravessar as pedras. Claire decide que precisa avisar a amiga dos perigos que ela corre no passado.
1746, 8:43 A.M. Jamie manda Murtagh reunir os Frasers de Lallybroch e levá-los para casa, ele diz que não quer que seus parentes morram por nada. Murtagh pergunta o que Jamie fará e ele diz que vai levar Claire para um lugar seguro e depois voltará e lutará até o fim. image-69Murtagh diz que vai colocar os homens no caminho e que depois vai voltar e esperar por Jamie. Jamie repete que não quer que sua família morra em vão. Leal até a morte, Murtagh diz que morrer lutando ao lado de Jamie não será morrer em vão. (Chorei copiosamente com a carinha do Murtagh. Quero um Murtagh para chamar de meu.)
1968. Bree volta para casa e diz que não quer falar sobre os delírios de Claire e de sua viagem no tempo, mas ela pede para sua mãe lhe falar sobre seu verdadeiro pai. Claire diz que Jamie era alto e ruivo, que falava francês e gostava de jogar xadrez. Ela diz que Brianna tem esse nome por causa de seu avô, Brian Fraser. Bree se irrita quando Claire diz que visitou a lápide do clã Fraser e Claire muda de assunto dizendo que tentou não amar Jamie, mas que aquilo foi a coisa mais poderosa que ela sentiu em toda sua vida (Ahhhhh o amor!). Claire pergunta se Roger e Bree sabem onde Gillian está, eles dizem que a encontraram no Pub e que ela disse alguma coisa sobre sair da cidade. Claire diz que precisa evitar que Geillis atravesse as pedras e revela que Roger é descendente de Geillis Duncan e Dougal Mackenzie. Brianna ainda não acredita em Claire, mas Roger a convence que vale à pena ir até Craig na Dun e verificar a história.29
1746, 8:54 A.M. Jamie arrasta Claire em meio a confusão do exército escocês e ela pergunta para onde ele a está levando. Ele diz que não pode fugir, sua aparência logo o denunciaria, mas que ainda pode salvá-la e pretende fazer isso. Claire diz não pode abandoná-lo, assim como ele não a abandonou em Cranesmuir. Ele diz que por ela iria até o inferno e além, mas que ele não estava carregando um filho dela. Claire se surpreende ao perceber que mesmo em meio a uma guerra Jamie contava seu ciclo menstrual ( É redundante dizer que quero um Jamie pra mim? Eu sei que é, mas vou dizer mesmo assim. Eu quero!) Jamie coloca as mãos trêmulas sobre as mãos de Claire, que estão sobre sua barriga, e diz que aquela criança é tudo que restará dele. Jamie implora para Claire ir com ele e lembra que ela prometeu voltar para Frank se o momento chegasse. Infelizmente o momento chegou. Claire chora, desesperada, dizendo que não pode deixá-lo e que ele é o seu lar. Jamie responde que ela também é o lar dele, mas que esse lar, ele próprio, está perdido. (Penso que já chorei tudo, mas as lágrimas continuam a cair, mesmo agora enquanto escrevo.)
1968. Claire, Bree e Roger chegam a Craig na Dun e vêem Geillis ateando fogo no corpo inerte do marido. Claire tenta detê-la, mas é tarde demais, ela desaparece na pedra diante dos olhares incrédulos das três testemunhas. Bree e Roger ouvem o zumbido das pedras e Claire manda Roger buscar ajuda.
Caitriona-Balfe-as-Claire-Randall-Fraser-Sophie-Skelton-as-Brianna-Randall-Episode-2131746. Jamie e Claire chegam a Craig na Dun. Ela está inconsolável e implora para Jamie ir com ela. Jamie diz que não ouve o zumbido e toca na pedra para provar que ele não é capaz de viajar no tempo. Citando um dos diálogos mais lindos do livro, Jamie diz para Claire que vai suportar 200 anos de purgatório sem ela porque ele merece isso, por causa de seus pecados. Ele diz que terá apenas uma coisa para dizer em seu favor diante de Deus: ” Lord, you gave me a rare woman and God, I loved her well.” Jamie beija Claire e eles fazem amor no chão, no topo da colina de Craig na Dun.
Tiros começam a soar, anunciando o início da batalha. Claire entrega a libélula no âmbar para Jamie e ambos citam seus votos de casamento. “Blood of my blood and bone of my bone, as long as we both shall live”. Jamie entrega o anel de Brian para Claire e pede que ela o dê para o filho. Então ele caminha levando Claire até a pedra. Entre lágrimas, ela diz que o ama. Jamie fica em silêncio e ela repete que o ama. Dessa vez Jamie responde que também a ama. Ele a beija e uma única lágrima rola em suas faces quando ele guia a mão de Claire para que ela toque a pedra. “Goodbye, Claire” são as últimas palavras que Claire ouve de seu amado Jamie. (Desnecessário dizer que chorei de soluçar nessa cena. 20 anos é demais, por que isso Diana, por que?)
SophieSkeltonasBriannaRandallRichardRankinas.max-620x600_kTqyd9a1968. Ainda chocada com o desaparecimento de Geillis, Bree diz para Claire que agora acredita nela e as duas fazem um pacto de jamais mentir uma para a outra à partir de agora. Roger chega e Bree pede que ele mostre a descoberta para Claire. Roger diz que o Reverendo Wakefield descobriu que havia apenas cinco oficiais do regimento dos Frasers de Lovat em Culloden no dia da fatídica batalha e que apenas um deles sobreviveu. Claire pergunta quem era o quinto oficial e Bree responde “Jamie Fraser, meu pai.” “Jamie”, Claire repete incrédula. “Ele não morreu em Culloden”. Claire se vira em direção ao topo da colina e diz que se Jamie está vivo, então ela precisa voltar para ele.

outer1
P.S.1 – Recado para Starz: Quando pensarem no figurino de Jamie para a terceira temporada lembrem-se que nesse caso menos é mais. Quando pensarem nas cenas de amor entre Jamie e Claire lembrem-se que nesse caso menos definitivamente NÂO é mais!
Recado para as leitoras: As resenhas que compartilhei com vocês durante essa temporada foram as primeiras, e únicas, que já fiz. Foram escritas com muito carinho por uma fã e para os fãs. Para mim foi um prazer escrever e espero que vocês também tenham tido prazer ao lê-las. Nos vemos em breve. 😉

Anúncios

Um comentário sobre “(Review) Outlander 2:13 – Dragonfly in Amber

  1. vocacaosermae disse:

    Suas resenhas são maravilhosas. Descobri há pouco tempo, mas já li todas. Hehehehehhe. Quando às leio é como se eu estivesse revisitando a história. Continue nos brindando com seus textos.
    Com relação ao episódio não tenho palavras para expressar tudo que senti. Chorei horrores. No momento em que a Geilis apareceu quase caí. Hehehehehhe. Outlander para mim é uma obra prima. Amei tanto a série que agora vou começar a ler os livros também.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s