(Review)Outlander 2:07- Faith

pot Ethel DuveenBN-OD070_grave_M_20160521170852Foi intenso, triste e bastante fiel à história original. Até a turma do “mimimi” admitiu ter gostado desse episódio. Caitriona Balfe se superou, e sua atuação já era espetacular. Retratou com muita propriedade a dor e o luto de uma mãe que perdeu sua primeira filha. Partiu meu coração em mil pedaços, sofri mais assistindo o episódio do que quando li essa parte do livro, e isso dificilmente acontece comigo.

13220931_1076448332430290_4056220281342217182_nBoston, 1954. Foi uma ótima surpresa começar o episódio com Claire e a pequena Bree ( que fofa!) no futuro; a imagem delas juntas fez um contraponto perfeito para a cena seguinte quando somos imediatamente lançados de volta para Paris e para o momento em que Claire perde sua primeira filha, Faith.
Madre Hildegarde consola Claire enquanto Monsieur Forez faz o que pode para salvar sua vida – não há nada que ele possa fazer por Faith, a criança já está morta. Claire acorda assustada e confusa e pergunta incessantemente onde está o seu bebê, exige que tragam a criança para ela: “Where is my baby? Bring me my baby!” Haja coração!
Claire está com muita febre e nem Madre Hildegarde acredita mais em sua recuperação, mas no meio da noite o queridíssimo Mestre Raymond chega para ajudar sua amiga. Ele pergunta para Claire o que ela vê e ela responde que vê uma luz azul. Raymond diz que a luz vai curá-la e a toca delicadamente. Claire sente a infecção sendo drenada de seu corpo e quando Mestre Raymond vai tirar os restos da placenta que causavam a infecção ele manda que ela chame por Jamie. Raymond está salvando a vida de Claire, mas ele sabe que somente ao invocar o amor de Jamie, ela encontrará a força necessária para sobreviver. Isso é que é amor!!!! Claire diz que é perigoso para Raymond estar ali, ele responde citando a frase que ela mesma lhe disse há alguns dias atrás: “É isso que os amigos fazem uns pelos outros.” Ah como eu amo a amizade desses dois!

BN-OD074_romann_M_20160521172327
Madre Hildegard conta para Claire que Jamie está preso na Bastilha e que Jonathan Randall não morreu. Claire está profundamente magoada com Jamie: “A vingança foi mais importante para ele do que eu e nossa filha.” Ela diz para Madre Hildegard que não há mar suficientemente profundo para enterrar o que Jamie fez com ela. A tristeza ocupa cada milímetro do coração de Claire, não há lugar para perdão.
Passam-se algumas semanas, Fergus vai até o hospital e leva Claire para casa. Ela está devastada pelo luto e é recebida com carinho e reverência pelos empregados. Suzette se compadece de sua patroa e Magnus fica feliz por tê-la de volta. Claire agradece à Magnus e se curva humildemente diante dele. Foi um momento comovente que me levou novamente às lágrimas. Não foram poucas durante esse episódio e elas voltam mesmo agora, enquanto escrevo essa resenha.

BN-OD071_fergus_M_20160521171319Fergus tem um pesadelo e relutantemente conta para Claire que Black Jack o atacou no bordel. Foi terrível assistir a cena do estupro e ver o sofrimento e a culpa de Fergus quando ele conta tudo para Claire, mas esse é um evento importante demais na história para não ser retratado de forma fidedigna, ainda que extremamente dolorosa. Fica muito claro para nós, e para Claire, o que Jamie sentiu ao ver seu agressor fazer com o pequeno Fergus a mesma coisa que havia feito com ele.
Claire pede para Madre Hildegard conseguir uma audiência com o Rei, ela quer interceder por Jamie. A freira lhe diz que o Rei exigirá um pagamento, em troca de sua clemência Claire terá que deita-se com ele. Ela diz que está disposta a deixar sua virtude em Paris, junto com tantas outras coisas que já perdeu ali.

outlander7_8
Claire chega no palácio e o vestido verde escuro que ela está usando é simplesmente deslumbrante! Aliás, preciso elogiar de novo a Sra. Terry Dresbrach. O figurino dessa temporada é um personagem por si só. Mais alguém reparou na biblioteca por onde ela passa ao se dirigir para os aposentos de Rei? Fiquei literalmente babando com aquele cenário, sonho da vida de qualquer apaixonado por literatura. Quero uma pra mim.
O Rei recebe Claire e gentilmente lhe oferece um chocolate espanhol. O traje do Rei também é espetacular e Lionel está uma gracinha na pele de Louis, deliciosamente arrogante. Como não ser arrogante quando você é o Rei?

Lionel-Lingelser-as-King-Louis-XV-Stanley-Weber-as-Le-Comte-St.-Germain-Dominique-Pinon-as-Master-Raymond-Caitriona-Balfe-as-Claire-Randall-Fraser-Episode-207
Ele pergunta para Claire como pode ajudá-la e ela pede que ele liberte Jamie. Ele diz que haverá um preço e Claire responde que está inteiramente ao seu dispor. O Rei se aproxima BN-OD068_occult_M_20160521165834de Claire e temos a impressão que ele vai beijá-la mas ele a leva para uma sala secreta onde ela se depara com um velho conhecido seu, o soturno Monsieur Forez. A presença do carrasco é um mal presságio e para piorar a situação entram em cena Mestre Raymond e o Conde de St Germain. Ambos estão sendo acusados de praticar as artes ocultas. O Rei pede que La Dame Blanche os julgue e dê sua sentença, no final um deles deverá ser entregue ao carrasco. Há um confronto entre Claire e o Conde, e finalmente Stanley Weber marcou presença com uma interpretação impecável em sua última aparição na série. Claire sugere que os dois bebam veneno, na verdade é cáscara sagrada. Ela diz que se eles sobreviverem Louis deve deixá-los ir. O Rei concorda com o pedido, mas após beber sua porção da taça, Mestre Raymond acrescenta veneno à bebida. A pedra no colar de Claire muda de cor e assim o Conde sabe que vai morrer. Ele amaldiçoa Claire e Raymond, bebe o veneno e morre. O Rei dispensa Mestre Raymond e manda que ele nunca mais volte a pisar na França.
Claire pensa que já pagou o preço pela liberdade de Jamie, mas ela está enganada. O Rei a leva para a alcova e ela se submete à ele. A performance do Rei é rápida e desajeitada – exatamente como Claire a descreve no livro.

fullscreen-capture-5232016-103757-am-bmp

BN-OD072_king_G_20160521171619Jamie chega em casa e pergunta para Claire se o bebê era menino ou menina. Ela não responde a princípio, mas acaba contando que era uma menina e que Madre Hildegard a batizou com o nome de Faith. Claire diz que viu a bebê antes dela ser enterrada, e nesse momento ela se lembra da criança em seus braços. Essa foi uma das cenas mais tristes de todo o episódio. Claire canta para sua filha, que não pode mais ouvi-la, e somente Louise consegue fazê-la entregar a menina para que possa ser enterrada. Muitas lágrimas são derramadas nesse momento.
Claire confessa para Jamie que se sente culpada pela morte de Faith, ela diz que pensou mais em Frank do que em preservar sua família. Jamie tenta consolá-la – Oh, Jamie! – dizendo que Frank também é a família dela, ele também diz que há muito tempo atrás já perdoou tudo que ela fez e tudo que possa vir a fazer. Me lembro imediatamente do episódio 9 da primeira temporada, quando eles brigam depois que Jamie a resgata das mãos de Jack Randall. Ele pede perdão, ela pede perdão e ele diz exatamente a mesma coisa, que já havia perdoado ela há muito tempo atrás. Esse é Jamie sendo Jamie, ele decide perdoar Claire por tudo, antes mesmo de saber do que se trata. Isso é que é amor!!!!! Oh Jamie…

Sam-Heughan-as-Jamie-Fraser-Caitriona-Balfe-as-Claire-Randall-Fraser-Episode-207-2
Claire não gosta de meias palavras e conta para Jamie que dormiu com o Rei para que ele fosse solto. Mais uma vez ele compreende e diz que sabe que ela se entregou para salvá-lo, assim como ele se entregou a Randall para salvá-la. Claire pergunta para Jamie como eles sobreviverão à tudo isso e ele diz que somente juntos conseguirão suportar tamanha dor. “Bring me home to Scotland”, Claire pede, e com os olhos marejados Jamie sorri diante da perspectiva de voltar para casa. “Aye, Scotland”, ele diz.
Eles vão ao túmulo de Faith para se despedir da filha e dão as mãos mostrando que estão mais uma vez juntos e conectados.

fullscreen-capture-5232016-103752-am-bmp P.S. – O que foi aquela barba tenebrosa que colocaram no Sam? O homem fica lindo com sua barba natural, que aliás é bem ruiva. Aquilo foi maldade da Starz. Cadê a verba para fazer uma barba falsa decente? Cadê um maquiador competente para trabalhar naquela emissora? Cadê o Talibã pra mandar um homem bomba explodir o departamento de maquiagem da Starz???? Alguém tem que fazer alguma coisa.
P.S .2 – Acredito que teremos uma trégua emocional no episódio 8, afinal ninguém suporta duas doses seguidas de tamanha comoção! A boa notícia é que vamos voltar para a querida Escócia e conhecer o insuportável Lord Lovat, avô paterno de Jamie. E pela Graça de Deus, teremos a volta definitiva do kilt e de seu inseparável joelho pornográfico. Oremos.
P.S 3 – Depois tem mais sofrência. Muito mais. Muito mesmo. Deus nos ajude no final da temporada!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s