Um Perfeito Cavalheiro-Júlia Quinn

Um Perfeito Cavalheiropor Mariana Guarilha

O terceiro volume da série “Os Brigertons” tem a pretensão de recontar um conhecido conto de fadas. Talvez por este motivo  cause reações tão fortes, a maioria das pessoas ou gosta muito desse livro ou se sente ludibriada pela autora pela apropriação dessa história que já ouvimos tantas vezes.

Benedict, o segundo filho do casal Violet e Edmund, fica encantado com uma desconhecida em um baile realizado em sua casa. Os dois dançaram uma valsa,e tiveram um momento em uma das sacadas da mansão, porém afastados prematuramente, não tiveram tempo de revelar sua identidade.

 

arvore-genealogica-da-familia-bridgerton

61026b3b17c37b60c5dc45bb183917ae

Ilustração feita por um fã

Ao contrário de Benedict, nós sabemos o tempo todo de quem se trata a moça misteriosa. Sophie, apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada a condição de criada por sua madrasta após a morte do pai. Só o fato de o baile permitir que se esconda atrás de uma máscara a encoraja a desafiar sua madrasta a e comparecer a uma evento da sociedade londrina. Esse único ato de rebeldia mudará sua vida para sempre. Quando a madrasta percebe o que fez a expulsa de casa, separando-a de suas duas irmãs e expondo-a um grande número de perigos.

Benedict é o segundo irmão, e sofre com sua condição de número 2. Viver a sombra de Anthony tem sido um problema já a algum tempo, e talvez por isso ele tenha comprado uma propriedade longe de sua família. Também é um lugar onde ele pode ter paz para pintar, seu grande talento. Pessoalmente, Benedict não é um dos meus Brigertons favoirtos, em grande parte por que o considero um pouco velho demais para essa crise de identidade com relação a sua família.

O grande destaque do livro para mim e o que me faz gostar da história é a reação de Violet quando descobre que seu filho está apaixonado por uma criada, ela prova que é a mãe mais amorosa  ao apoiá-lo e receber com tranquilidade a notícia. Mais do que isso, ela se mostra disposta a enfrentar grandes adversidades para que o filho seja feliz, e se nos livros anteriores ela me pareceu um tanto frívola e incômoda por sua insistência em arrumar pares para seus filhos, neste ela me conquistou demonstrando a grande mulher que é.

famc3adlia-bridgerton-filhos

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s