Do outro lado da vida

por Patrícia Azuaga

Estes filmes não fazem citações de livros espíritas, como os brasileiros, mas a mensagem passada é a mesma. Com uma super produção e atores famosos esses 4 filmes são de tirar o folego.

 

 

um-olhar-do-paraiso-papo-de-cinema-01Um olhar do paraíso (The Lovely Bones – 2010)

Após desaparecer, o espírito da filha começa a se comunicar com o pai através de sinais. Tem muito suspense, e até revolta. Adorei este filme por ser bem agitado e também por ter mostrado a parte dos espíritos que ficam presos  após mortes trágicas não desvendadas ou até mesmo não aceitas pelos próprios espíritos, sendo impedidos de seguirem seus caminhos.

 

 

 

 

poderes-ocultos

Poderes Ocultos (Poder Paranormal – 2012)

Filme já me encantou antes mesmo de assistir, pela mera presença dos atores, Robert De Niro e Cillian Murphy formaram uma dupla sensacional. Uma equipe de parapsicologia de uma universidade dos EUA tenta desvendar os mistérios da mediunidade e desmascarar os charlatões. Muito bom, com uma pequena dose de suspense e muita ação.

 

 

 

 

aviagem.jpg

A Viagem (Cloud Atlas – 2012)

O filme A Viagem é uma viagem (com licença para trocadilho) com várias histórias sendo contadas ao mesmo tempo, do passado e do futuro das personagens, em diversas reencarnações mostra a Lei da Causa e Efeito, o mais interessante é ficar descobrindo quem é quem através das vidas, preste atenção nos detalhes. Muito interessante porém achei muito longo e um tanto confuso.

 

 

 

 

se eu ficarSe Eu Ficar (If I Stay – 2014)

Lindo, muito delicado em se tratar da vida em estado de coma, da escolha de ficar ou partir. Com um futuro todo pela frente a jovem Mia Hall sofre um acidente e sua família morre, ela porém fica em estado de coma, inerte mesmo sabendo tudo o que se passa ao seu redor. Partir com sua família ou encarar a dor da perda e voltar para retomar sua vida? Como se não bastasse as possibilidades infinitas de viver, tem o amor da sua vida, o rebelde Adam.

 

 

Anúncios

Relembrando: Buffy-A caça-Vampiros

por Mariana Guarilha

buffyelenco

buffy-movie

O filme Buffy, a caça-vampiros, aidna sem Sarah Michelle Geller

Sou super saudosista e apesar de ter lá minhas dúvidas quanto a adolescência ser a melhor fase da vida, olhando de longe, dá pra sentir um carinho absurdo pelos meus 12 anos. Era essa a minha idade quando a série de Joss Whedon estreou na TV e desde a estética dos anos 90 até o casal inesquecível Buffy e Angel, tudo me faz lembrar um pouco da minha época no colégio.

A história de Buffy: a caça-vampiros tem uma premissa simples. Continuando de onde parou no fim do filme de mesmo nome ( que conta com um elenco completamente diferente), Buffy após receber o chamado para ser a Caçadora, se muda com a mãe para a cidade de Sunnydale, um lugar um tanto peculiar. Na pequena cidade de Sunnydale fica a “Hellmouth” (ou boca do inferno), evento místico que a coloca no centro de diversos planos malignos que ameaçam a humanidade.

A caçadora é responsável por exterminar vampiros e controlar as ameaças demoníacas que fazem parte do dia a dia local. Porém o que faz Buffy inesquecível é sua maneira de tratar os dramas adolescentes. Buffy, logo de início, se une a dois deslocados na escola, Willow e Xander. Eles, junto com Giles, o bibliotecário inglês e guardião da caçadora, formam a equipe de Buffy. Eles contam com a ajuda esporádica de Angel, um vampiro que por conta de uma maldição cigana recupera sua alma, e vive em guerra contra sua natureza de vampiro.

Angel e Buffy estão fadados a um amor platônico, já que a única noite de amor que tiveram

buffangel

Angel ganhou um bem sucedido Spin-Off

resultou na perda da alma de Angel e o transformou em Angelus, um vampiro que têm muito prazer em matar. Buffy contemplou então a ameaça real de ter que matar seu primeiro amor, o que deu a tônica de grande amor trágico ao casal Buffy e Angel.

A medida que a série avança novos dramas se desenvolvem, personagens são apresentados e outros desenvolvem habilidades. Como acontece em outras séries dos anos 90, alguns temas que receberiam um tratamento cuidadoso nas séries adolescentes modernas, são tratados com maior naturalidade. Os adolescentes de Buffy fazem sexo, bebem, se envolvem com quem não deveriam, questionam sua sexualidade, nada tem o peso de um tabu ali. E apesar de se valer de alguns lugares comuns aos dramas adolescentes de colégio, como a “popular” Cordélia” antagonizando a protagonista com seu humor um tanto cruel, a série subverte um pouco as regras quando a coloca lutando várias vezes ao lado dos protagonistas. O carisma de Cordélia, vivida por Charisma Carpenter, garantiu que ela ganhasse lugar de destaque no Spin-off Angel.

Adolescentes um tanto recatadas em saias secretárias e decotes canoa me lembraram demais a forma como eu me vestia até os quinze anos, tentando parecer mais adulta do que era. Foi divertido ver as gargantilhas de tatuagem, ou formando flores com miçangas coloridas, as eternas camisas xadrez finalizando o figurino e dando a tudo um toque meio grunge ou as mechas loiras bem marcadas e solitárias na franja. Para mim, o melhor em rever  Buffy é reviver um pouco os anos 90.

 

Filmes Espíritas Brasileiros

por Patrícia Azuaga

chicoxavier_0Chico Xavier o filme (2010)

Filme baseado no livro As Vidas De Chico Xavier, conta a Biografia do grande médium brasileiro, se não o maior médium do mundo.De infância humilde Chico era considerado especial pela família e sua tia fez com que se sujeitasse a ações um pouco revoltantes como lamber feridas do primo para que sarassem. Com um dom magnífico foi descobrindo sua missão no mundo com a ajuda do seu mentor Emmanuel. Um filme para assistir e levar de aprendizado pelo resto da vida.

 

filmedosespiritosO Filme Dos Espíritos (2011)

Inspirado no Livro dos Espíritos (1857), uma das obras base do espiritismo de Allan Kardec, conta a história de um homem desenganado da vida que encontra o Livro Dos Espíritos, sobre as influencias dos espíritos em nossas vidas e a influência que causamos nas vidas das pessoas. Com citações do livro, é ótimo para estudo e reflexão.

 

maes_chico_2011-ok

As mães de Chico Xavier (2011)

Baseado no livro “Por trás do véu de Isis” (Marcelo Souto Maior, 2004), mostra três mães enfrentado realidades diferentes com seus filhos e que buscam conforto e ajuda em Chico Xavier. Um possível aborto, uma morte prematura e um suicídio.

Chico recebia diversas cartas de mães em suas reuniões a procura de noticias de filhos queridos que não mais habitavam neste mundo.

 

 

bezerraBezerra de Menezes: O diário de um espírito (2008)

Filme contando a biografia do Dr. Bezerra de Menezes, ou como ficou mais conhecido,o médico dos pobres, apesar de ser de família nobre. Com uma bela missão de salvar e ajudar pessoas enfrentou o preconceito da época e abraçou- a de corpo e alma.

 

 

 

 

Poste_Nosso_Lar.jpg

 

Nosso Lar (2010)

Inspirado no livro homônimo de Chico Xavier, conta a história de André Luiz do desencarne à adaptação na vida espiritual. O processo de aceitação da morte, convívio na colônia espiritual Nosso Lar, trabalho espiritual (bônus hora) e o retorno a vida terrena a fim de auxiliar os encarnados, muito fiel ao livro, lindo de mais e com ótimos atores.

 

 

 

E-a-vida-continua-poster.jpgE a Vida Continua… (2012)

Também é um filme baseado na obra homônima de Chico Xavier. Dos filmes espiritas é o que tem a produção mais simples, quase teatral, não gostei muito. Fala sobre a vida pós-morte, perdão e causa e efeito. Mas vale assistir se tem interesse espírita pois a mensagem é bonita.

 

Demolidor: segunda temporada – “Quem se importa com os ninjas assassinos?”

demolidoruniformes

Com o “Rei do Crime”, Wilson Fisk, na prisão duas grandes ameaças desafiam content_pic.jpgo demolidor nessa nova temporada: uma delas é Punisher, ou como conhecido em terras tupiniquins, O Justiceiro. Apesar de ter seu próprio código de conduta e só atacar grandes criminosos, quando Punisher entra em cena, assassinando cruelmente membros de três grandes organizações criminosas, o Demolidor se incomoda com seu desprendimento ao matar. A temporada introduziu muito bem esse novo personagem, nos fazendo questionar se matar ou não diferencia o suficiente Punisher e Demolidor, já que os dois são justiceiros, e desafiam a lei.

Outra personagem introduzida nessa temporada é Elektra Natchios. Na narrativa da série, Elektra teria sido instruída a seduzir o jovem Matt Murdock, ainda na faculdade, e afastá-lo do estudo das leis. O mandante? Stick, o mesmo homem que treinou Matt na infância. Elektra é uma rica herdeira grega, com um passado misterioso e uma condutano mínimo controversa. É introduzida na história quando parecia florescer um romance entre Matt e Karen Page, personagem muito querida desde a primeira temporada da série. Não sei se a minha rejeição a Elektra nasce desse suposto romance que ela interrompeu, ou se são as maneiras afetadas ou a forma como sua aparição deteriora até mesmo a parceria de Matt com Foggy.

Marvel-Punisher-Daredevil-Actor-Jon-Bernthal

Punisher é o grande destaque entre os personagens introduzidos nessa temporada, e faz crescer a galeria de personagens da marvel na Netlix

Uma boa surpresa da temporada foi o crescimento de Foggy Nelson, o amigo gordinho, agora em posse do segredo de Matt, começa a se incomodar com o destino deste que não só arrisca sua vida como o vigilante de Hell´s Kitchen, como coloca em perigo também a sua carreira. Foggy é muitas vezes a nossa voz ao recriminar Matt que está especialmente aborrecido na temporada.

As voltas com uma organização milenar, comandada por ninjas que conseguem disfarçar as demolidor-1a-temporada-elden-henson-como-foggy-nelson.jpg__932x545_q85_subsampling-2batidas do próprio coração, chamada dependendo do episódio de A Mão ou O Tentáculo, Matt é levado de um lado para o outro por Elektra, enquanto Foggy e Karen são obrigados a montar uma defesa para Frank Castle, o Punisher ( sério, por que não traduziram isso?). A Mão (ou tentáculo, parece que ninguém conseguiu decidir como chamar a tal organização) parece ter estreitas relações com a Yakuza, e desde tempos imemoriais procura uma arma mística conhecida como Céu Negro. Eu até gosto do plot meio exagerado, ao estilo sem vergonha de ser quadrinhos, porém como as jornadas paralelas do Punisher, e mesmo de Karen Page e Foggy Nelson, conquistam muito mais do que a luta do Demolidor e Elektra para salvar o dia.

daredevil_netflix_poster_by_mrpacinohead-d8pew59

 por Mariana Guarilha

Novas Séries – Testando 1, 2, 3

por Patrícia Azuaga

Estou testando novas séries disponíveis na internet e repasso para vocês minhas primeiras impressões. Para diversificar o que estou vendo escolhi uma série de terror, uma comédia e um drama.

damien-bannerDAMIEN

A série conta a história de Damien (Bradley James), a criança macabra do filme clássico A profecia (The Omen, 1976 – remake 2006), agora adulto muito mais bonito e muito menos demoníaco até então, começa a recordar de maneira um tanto sombria que é o rei do apocalipse e conta com fiéis seguidores. Atualmente no 3 episódio, conta com cenas do primeiro filme, porém, não me conquistou com essa história de que o cara é o filho de Satã na terra mas é um homem muito bom até os 33 anos.3040567234_02d0f89eb3 Na série original dos filmes A Profecia, no 3° filme Damien já é adulto e comanda a maior multinacional do mundo, reina soberano por 7 anos, chegado o tempo onde a profecia previa o retorno do messias a Terra e final do reino das trevas e Damien é derrotado por Jesus. Vamos aguarda cenas dos próximos capítulos para ver qual cominho esse novo Damien vai seguir.

 

oneals.jpgTHE REAL O´NEALS

Esta comédia quase foi proibida em alguns lugares por tratar de temas polêmicos como católicos fanáticos, homossexualismo e aceitação. Tudo muda na família O´Neal quando o filho mais novo assume que é gay, todos resolvem tirar as máscaras e começar a viver o que são de verdade, um filho anoréxico, uma filha cleptomaníaca/trapaceira, um marido sonhando com o divórcio e uma esposa linha dura tentando segurar as aparências perante a sociedade religiosa. De humor leve e apimentado rende boas risadas. Destaque para as caras e bocas de Noah Galvin que torna Kenny O´Neal hilário.

Thirteen1.jpgTHE THIRTEEN

Série dramática britânica que conta a história de Ivy Moxam (Jodie Comer) garota vítima de um sequestro que durou 13 anos e retorna a casa, trata de assuntos delicados como  a readaptação a família, síndrome de Estocolmo (quando a vítima se apaixona pelo sequestrador) e problemas com confiança de todos os lados. A séria conta com um suspense incrível que você não sabe se tem dó da pobre garota ou se ela realmente esconde algo macabro. destaque especial para a trilha sonora, nada como rock britânico. “in your dreams – Dark dark dark” entre outros.

Filmes da Semana -Dicas da Mari

por Mariana Guarilha

A-Testemunha-1985

A testemunha (Witness 1985)

Quando um menino Amish e sua mãe são testemunhas do assassinato de um policial, o detetive John Book é obrigado a se infiltrar na restrita comunidade Amish da Pennsylvania para protegê-los. Com um Harrison Ford totalmente em forma, e cenas de ação bem feitas, o filme foi uma grata surpresa. Está disponível na Netflix.

                                                           

O Amante da Rainha (2012)

amanterainha

Carolina (Alicia Vikander) tem um casamento no mínimo complicado com o rei Christiano VII (Mikkel Følsgaard), pois o monarca é totalmente insano. Quando o alemão Struessen (Mads Mikkelsen) se torna o médico do rei, ele não só se aproxima do monarca, mas também de sua esposa. O que era para ser apenas um tórrido romance, torna-se uma parceria e ambos passam a compartilhar seu idealismo, influenciando o rei e trazendo melhorias para o povo da Dinamarca, porém alguns políticos não ficarão contentes com suas mudanças. Minha paixão por Mads Mikkelsen não é nenhum segredo e ele está esplendido como Struessen, fora isso os figurinos e a ambientação do filme são um deleite a mais.

holmes

Sir Sherlock Holmes (2015)

Um Sherlock Holmes que no fim da vida volta a um caso não resolvido que o assombra e faz uma amizade inesperada com um curioso garoto. Ian McKellen está perfeito de Sherlock, e o garoto Milor Parker não é menos digno de elogios. A fragilidade que McKellen demonstra em seu corpo faz contraste tanto com a mente aguda do detetive quanto a juventude e visceralidade de seu companheiro. Não sei por que se falou tão pouco deste filme, ele é um primor.

theeb

 

Theeb /O lobo do Deserto (2016)

Indicação da Jordânia ao prêmio de melhor filme estrangeiro no Oscar, conta a história de um garoto (Theeb) que logo após a morte do pai se apega ao irmão mais velho. Quando este sai para guiar um estrangeiro pelo deserto, Theeb não hesita em segui-lo. Quando está sozinho na imensidão de areia, Theeb vai ter que se decidir se sucumbe a lei do mais forte ou se faz o necessário para sobreviver. Apesar da fotografia deslumbrante, tenho alguns problemas com as idéias defendidas pelo filme, me incomoda muito que a jornada de amadurecimento de Theeb se dê através da violência.

bridge_of_spies_ver3_xlg

Ponte dos Espiões rendeu um Oscar de ator coadjuvante ao britânico Mark Rylance.

Ponte de Espiões  (2015)

No auge da Guerra Fria, um advogado é chamado para forjar a defesa de um cidadão russo acusado de espionagem nos Estados Unidos. Quando os russos prendem um soldado e um estudante americanos, ele é chamado para intermediar as negociações para trocar os prisioneiros. Não achei que fosse ficar tão envolvida por um filme sobre espionagem, já que vivo dizendo que está na hora do cinema esquecer a Guerra Fria, porém o filme de Spielberg não me deixou piscar. Destaque para o inglês Mark Rylance que por sua interpretação de Rudolph Abel, foi vencedor do Oscar de melhor ator coadjuvante e ganhou um prêmio BAFTA.  (momento estranho: descobri que sou capaz de identificar o Tom Hanks pela Nuca).

poster-a3-do-filme-a-condenaco-14403-MLB3059855320_082012-F

A condenação (2010)

Após ver seu irmão ser condenado injustamente por assassinato, Beth Anne Waters (Hilary Swank) decide cursar direito. O problema é que ela nem mesmo tinha terminado o ensino médio. O filme baseado em uma história real é emocionante, ainda que o roteiro não se esforce muito para arrancar lágrimas. Fui assistir impulsionada pelos nomes de Cléa Durval e Hilary Swank que como sempre entregam boas atuações.

5 Séries Originais Netflix

fullerFULLER HOUSE

Série continuação de FULL HOUSE (Três é Demais no Brasil – 1987 A 1995) conta a história da DJ que fica viúva e com três filhos pequenos, volta para a casa do seu pai em São Francisco e tem a ajuda do elenco anterior para cria- los, como protagonistas estão DJ e Steph Tanner, a sua melhor amiga, Kimmy, também mãe solteira após recente divórcio.Os três filhos fofos de DJ (destaque especial para o querido Max) e a filha de Kimmy, uma menina geniosa . Como personagens regulares contamos com Danny (o pai), tio Jesse, tio Joey, tia Becka e no primeiro episódios os gêmeos Alex e Nicky. As gemas Olsen se negaram a participar da primeira temporada apesar do pedido dos fãs e elenco, estão cogitando uma possível participação na segunda temporada. De humor leve e bem familiar é a comédia que faltava para assistir com os filhos e render boas risadas com pipoca.

grace-and-frankie-1-grandes-mulheres

GRACE AND FRANKIE

Conta a história de duas mulheres (Jane Fonda e Lily Tomlin) que se veem divorciadas e perdidas quando seus maridos resolvem assumir um caso e se casarem. Com personalidades opostas, uma é um tanto “hippie” e uma verdadeira “lady”.A comédia rende boas risadas. O que deve ser destacado nesta série são os atores, brilhantes, Jane e Lily estão demais.

sense8

SENSE 8

A séria conta a história de 8 pessoas que nasceram no mesmo momento ao redor do mundo e que conseguem se conectar, dividindo seus sentidos e habilidades.É intrigante e com muita ação, atenção cenas de sexo muito explicito e orgias. Tentei assistir duas vezes porque os primeiros 4 episódios são bem chatinhos e perdidos,a série demora a ganhar ritmo, mas depois passa a fluir bem. As irmãs Lilly e Lana Wachowski são as grandes responsáveis pelo toque surreal de que estávamos saudosos desde  Matrix, o grande sucesso das irmãs no cinema. Sense8 é principalmente sobre empatia, e tem uam fotografia de tirar o fôlego.

unbreak

UNBREAKABLE KIMMY SCHMIDT

Séria  hilária, sarcástica, com humor de bom tom, Kimmy Schmidt assim como outras mulheres ficam presas por anos em um abrigo antibombas por um pastor que dizia que o mundo havia acabado. Aos saírem Kimmy redescobre a vida com muito humor, ingenuidade e de uma maneira um tanto atrapalhada.

hemlHEMLOCKGROVE

Vampiros milionários, ciganos que viram lobisomens e muito sangue, muito mesmo de dar nojo, a transmutação para lobisomem é a mais grotesca que já vi, de deixar qualquer um enjoado. A série é mais uma entre a guerra dos seres sobrenaturais com homens lindos no controle da situação. Mas não é sobre a guerra eterna entre os clãs neste caso os principais são amigos e batalham juntos.

Por Patrícia Azuaga

 

12 histórias para se apaixonar pela Dramaturgia Coreana

por Mariana Guarilha

  • Lie to Me

lietome

Para não ficar mal em frente a antigos colegas de escola, a funcionária pública Gong Ah Jung acaba alimentando um mal entendido, e dando a entender que é casada com Hyun Ki Joon, um bem sucedido e rígido gerente de uma rede de hotéis de luxo. Com o aparecimento da ex noiva de  Ki Joon e de seu irmão mais novo e desgarrado da família, Ah Jung acaba conseguindo a participação de Ki Joon em uma crescente de mentiras e enganos, forjando uma paixão que não existe e caindo no próprio imbróglio. Quanto mais a situação ficava constrangedora, mais diversão eu tinha, os 16 episódios passaram em uns instante. Destaque para a cena de beijo com direito a banho de coca-cola.

  • Fated to love youFated-to-Love-You-Poster

Após uma noite de amor acidental, o herdeiro Lee Gun engravida Kim-Mi Young, uma moça sem muitas perspectivas na vida. Na família de Lee Gun, os homens tendem a morrer cedo, e por isso o fato de sua namorada adiar o casamento em prol de sua carreira de bailarina trás grandes preocupações. Quando a gravidez de Mi Young se torna conhecida, as famílias os obrigam a se casar. O drama tem 20 episódios e é um remake de uma produção de Taiwan,e apesar de preferir a versão original, Jang Na Ra e Yang Hyuk estão perfeitos como o casal de protagonistas, o que faz a versão coreana digna de nota.

 

masters-sun-official-poster-1

  • The Master´s Sun

Os absolutos de Joo Joong Won, um cético e ambicioso CEO são colocados a prova quando ele conhece Tae Gong Sil, uma mulher com sérios problemas de sonambulismo e aparentemente um tanto louca. Gong Sil se torna medium após um acontecimento traumático, e  a muito tempo é impedida de ter uma vida normal por conta dos fantasmas que a perseguem. Quando descobre que ao tocar no CEO  os fantasmas desaparecem, ela começa a se impor em sua vida, antes solitária. Apesar dos momentos um poucos sombrios, The Master´s Sun tem um humor muito próprio. Possui 17 episódios.

faith

  • Faith

 Yoo Eun Soo é uma cirurgiã plástica em Gangnam, mas sua vida muda drasticamente quando o soldado Choi Young, um viajante do tempo, a sequestra no meio de uma palestra e a leva para salvar a vida da rainha. Considerada por todos uma espécie de “anjo curador”, Eun Soo terá grandes desafios para sobreviver na Dinastia Goryeo. Faith possui 24 episódios, onde o figurino e a ambientação são uma atração a parte. Também gosto muito da forma como Eun Soo reage ao bonito guerreiro, com maneiras de um príncipe, ela passa quase todo o tempo referindo-se a ele como “psycho”, o que é compreensível, pois que mulher moderna não consideraria um psicopata um guerreiro e que sobrevive pelo fio de sua espada?

  • Empress Kiempresski

Foi sem dúvida o drama mais longo que eu assisti, com 51 capítulos, mas esta não é a única marca ocupada por Empress Ki, a fotografia grandiosa, e a riqueza de cenários e figurinos não fica a dever ao cinema, o que o faz inigualável. Goryo foi conquistada por Yuan, uma nação mais rica e com maior poderio bélico. Ki Seung Nyang é filha de um honrado general de Goryo,mas foi separada de sua família, e passa a viver com uma identidade masculina. Quando o fraco príncipe herdeiro de Yuan,  é exilado em Goryo, Nyang ocupa um lugar de confiança entre os homens de Wang Yoo, o rebelde rei de Goryo. Assistimos ao triângulo amoroso se formando, porém sabemos que o destino daquela mulher excepcional é se tornar a Imperatriz. Um épico perfeito, com atuações excelentes e um final agridoce.

  • BigBIG

Já é um clássico da comédia romântica utilizar-se do artifício de tornar literal a troca de corpos quando quer falar sobre empatia, sobre ver pela ótica do outro. Nessa comédia bem humorada  Gil Da Ran é uma simpática professora, com aparência bastante jovem. Empolgada com os preparativos de seu casamento, vive as voltas com o noivo Seo Yoon Jae, que não parece muito feliz com a aproximação do enlace. Quando Yoon Jae se envolve em um acidente com o estudante Kang Kyung Joon e salva a vida do mesmo, de maneira misteriosa seus corpos são trocados. O corpo de Kyung Joon permanece no hospital em coma, enquanto o adolescente anda com o corpo do médico por aí. O amor que nasce entre Kyung Joon e Da Ran é meio perturbador, por que apesar de estar vendo dois adultos em cena, muitas vezes ele age como criança. Tem 16 episódios.

  • Secret Garden443px-SecretGarden_extra2

Mais um drama que faz uso da clássica troca de corpos. Aliás, Secret Garden é um apanhado de clichês que milagrosamente funciona. Tem troca de corpos, romance entre mocinho rico e arrogante e mocinha pobre e esforçada, tem triângulo amoroso com um “Oppa” (honorífico coreano, indica respeito e carinho) mais carinhoso e com um comportamento muito melhor do que o do protagonista. Apesar de todos os lugares comuns, Secret Garden funciona graças as ótimas atuações do casal principal: Hyun BinHa Ji Won. Destaque para as cenas de ação de Ha Ji Won que são sempre excelentes.  Tem 20 episódios.

personal-taste_t24446_jpg_290x478_upscale_q90

  • Personal Taste

A dezainer de móveis Park Gae In vive em uma casa famosa na Coréia, e para ter acesso ao projeto da casa, o arquiteto Jeon Jin Ho finge ser gay para que possa alugar um quarto. Personal Taste tem um humor um tanto questionável, mas como trás um personagem gay retratado com muito respeito e sem recorrer a maneirismos estereotipados (o que nunca aconteceu na televisão brasileira), eu tendo a perdoar os excessos de caras e bocas dos “falsos-gays”. Lee Min Ho vale os 16 episódios.

 

 

  • The Moon that Embraces the Sunthemoontathembraces

Este drama possui duas fases distintas.Na primeira fase, o príncipe herdeiro e a filha de uma família proeminente da era Joseon se apaixonam. Passamos cinco episódios suspirando pela fofura do casal pueril, enquanto ele a ajuda a ganhar uma competição que seleciona a esposa para o herdeiro real. Porém, ao final das provas Yeon Woo é vítima das maquinações da avó do príncipe Lee Hwon. Na segunda fase, um tanto mais sombria, acompanhamos o jovem Lee Hwon, agora Rei ,lutando para lidar com uma rainha a quem não quer, e com as lembranças da única mulher que amou. Eu amo os atores mirins desse drama, e apesar de ter acompanhado a história com entusiasmo até o fim, sou perdidamente apaixonada pela primeira fase. The Moon that Embraces the Sun tem 20 capítulos.

  • Sunglyunkwan Scandalsungkyunkwan-scandal_

Se passa na era Joseon, onde para ajudar a família Kim Yoon Hee coloca vestes do irmão morto para comercializar resumos e livros para os alunos da universidade de Sunglyunkwan.  Na infância Youn Hee acompanhava escondida as lições do irmão, pois as mulheres não era permitido nem mesmo aprender a ler. Precisando desesperadamente de dinheiro, ela aceita fraudar o exame de admissão utilizando a identidade do irmão morto para passar as respostas para um aluno que não conhecia , ao se confundir acaba entregando seus planos a Lee Sun Joon .Dono de um rígido código de conduta, Sun Joon é filho de um homem importante, mas nunca aceitou vantagens oferecidas por ser de família privilegiada. Ao ver que Youn Hee possui talento e inteligência para ingressar a universidade, a convence a fazer a prova, ignorando no entanto sua verdadeira identidade. Apesar de não ter uma produção tão caprichada quanto os outros dramas de época citados, eu que adoro um gender-bender, amei cada momento dos vinte episódios de Sunglyunkwan Scandal.

  • Coffe Princecoffee-prince-poster

Mais um drama que pode ser classificado como gender-bender (quando um personagem se passa pelo gênero oposto, normalmente uma garota se passando por garoto).Precisando de dinheiro, Go Eun Chan se passa por garoto para trabalhar no Coffe Prince, um café que visando agradar o público feminino só tem em seu quadro de funcionários garotos bonitos. Quando seu chefe Han Kyul começa a se sentir atraído por ela e ela por ele, fica difícil saber como agir.O que mais me deixou suspirando nesse drama foi como a construção do amor entre os protagonistas realmente é construída através da amizade. Coffe Prince tem 17 episódios.

  • Emergency Coupleemergencycouple

Os protagonistas se casam durante a faculdade, porém o casamento não sobrevive as diferenças, as dificuldades e a falta de maturidade do casal. Quando se encontram para fazer a residência, o ambiente profissional impõe que eles estejam juntos e eles acabam se conhecendo melhor do outrora, quando casados. Amo este dorama porque gosto muito da ideia de que é possível se apaixonar novamente pela mesma pessoa, o ambiente do hospital somado ao foco na vida pessoal dos protagonistas me fez lembrar bastante da série americana  Grey´s Anatomy. Emergency Couple tem 21 episódios.

 

 

enjoy

Espero que apreciem!

 

 

O Orfanato da Srta. Pelegrine Para Crianças Peculiares

capa_senhoraperegrine

Estou simplesmente apaixonada, é um livro tocante e ao mesmo tempo com muita ação, as fotos criam um clima meio macabro e como o próprio escritor disse em seu instagram, sobre as crianças do filme, você não sabe se as toma em um abraço ou se corre delas. O filme baseado no livro de Ranson Riggs será lançado ainda este ano e é dirigiso por ninguém menos que meu venerado Tim Burton (sou sua grande admiradora)

O livro conta a história de um garoto que ouvia as historias de sua avó antes de dormir, as historias eram sobra um orfanato cuidado por uma ave que ficava localizado em uma ilha mágica com garotos peculiares. Dentre eles um garoto invisível que só pode ser visto quando está vestido, uma menina tão leve que precisa ser amarrada se não voava, uma garota em uma garrafa, um rapaz gordo que tinha uma boca na nuca e um rosto pintado na parte de trás da cabeça, irmãos tão fortes que poderiam erguer pedras sem esforço além de irmãos sinistros vestidos de um modo bem macabro. Eles são perseguidos por demônios de línguas pretas, como tentáculos de um polvo.

ilustrac3a7c3b5es-do-livro

Não vou dar SPOILER do livro para que  não estragar a leitura, mas você será contagiado por esta  esta febre. Você encontra o volume 1 e o 2 nas livrarias  kindle, mas por enquanto o volume três só apelando para a versão em inglês.O filme virá dar um toque mais que especial. Com o trailer oficial disponível no YouTube, e contando com Eva Green (Penny Dreadful) como Srta. Pelegrin e o fofo Asa Butterfield (Invenção de Hugo Cabret) como Jacob, tem tudo para sequestrar nossos corações.

One More Happy Ending (drama coreano)

 

por Mariana Guarilha

One_More_Happy_Ending-p1Quem já prestou atenção a cinco minutos da minha vida virtual sabe que tenho um grande amor por ficção seriada: novelas, seriados, minisséries são uma verdadeira paixão e eu estou sempre buscando conhecer material produzido para a TV em outros países (obrigada internet por existir!). Tenho um carinho especial pelos sul-coreanos pois os dramas que eles produzem são sempre muito românticos e muito leves, ninguém faz comédia romântica como eles.

One More Happy Ending tem essa leveza característica dos outros doramas coreanos que acompanhei, porém é um tanto reflexivo. Com personagens extremamente carismáticas, acompanha a vida de quatro mulheres em busca de amor. Han Mi Mo (Jang Na Ra), Baek Da Jung (Yoon Da In), Go Dong Mi (Yoon In Na) e Hong Ae Ran (Seo In Young) já foram famosas um dia com o grupo feminino  “Angels”. Agora na faixa dos trinta e poucos anos, elas não contam mais com as ilusões da juventude em relação ao amor, sucesso e dinheiro.São mulheres que possuem uma vida estável, porém não estão muito felizes.Se aqui no Brasil muitas meninas ainda são ensinadas a sonhar com o casamento desde pequenas e a vê-lo como um caminho natural, imagine como isso é ainda mais sério em uma sociedade conservadora como a da Coréia.

omids

Han Mi Mo é divorciada e está sempre a espera de que seu próximo namorado se torne seu segundo marido. Coleciona relacionamentos frustrados, porém está sempre disposta a se apaixonar. Com a amiga Baek Da Jung possui uma empresa chamada “Casamento Corajoso”, que ajuda mulheres a encontrarem um novo casamento após o divórcio.

Baek Da Jung se casou com um homem mais velho quando ainda era muito jovem. Amadureceu rapidamente graças a prova enfrentada quando não conseguiu engravidar e passou anos se submetendo a tratamentos cruéis para ter um filho, um herdeiro para a proeminente família do marido. Desenvolve uma certa mágoa pelo que teve que enfrentar e se distanciou do esposo, se dedicando exclusivamente ao filho . O casal dorme em quartos separados a muitos anos, porém parecem reticentes em realmente terminar o casamento.

Go Dong Mi nunca se casou e se sente solitária. Após as Angels  se separarem, tornou-se professora primária. Tem um gênio difícil e não tem tantos cuidados com a aparência quanto suas amigas. É um tanto tímida, e coloca suas esperanças de não permanecer sozinha investindo tempo e dinheiro em eventos de encontro as cegas.

Hong Ae Ran tem sua própria marca de roupas. Ainda vive da imagem de ex-integrante das Angels, e tem uma certa fixação em conservar a aparência jovem. Está prestes a se casar com um homem que aparenta ser o noivo perfeito, porém não está se sentindo muito feliz com o casamento.

Apesar das quatro protagonizarem um drama diferente,  a história de Han Mi Mo tem um pouco mais de destaque e confesso que e alguns momentos isso me frustrou um pouco. O triângulo amoroso que ela vive com Song Soo Hyuk (Jung Kyung Ho), um repórter viúvo que tem um filho de 13 anos e Goo Hae Joon (Kwon Yool), um médico divorciado com dificuldades em demonstrar seus sentimentos, muitas vezes não foi capaz de rivalizar com as jornadas mais complexas de suas amigas. Nesses momentos somente o carisma de Jang Na Ra segura o protagonismo.Apesar dessa ressalva, One More Happy Ending já é um dos meus dramas queridinhos, daqueles que sairei recomendando a todos que gostam de boas histórias de amor.

RoOLBo